Whatsapp
Redes Sociais
Redes Sociais
lavanda

"Recomendo a AMU.BIO porque é uma empresa de jovens empreendedores que sabem ouvir os seus clientes e adaptar a sua produção de forma a poderem oferecer os melhores produtos.

Serviço pontual, com fornecimento e plantação de dezenas de milhares de lavândulas, em tempo record."


António Nora
Ebook Ervas Aromáticas

Espécies

  • Absinto
    Planta aromática usada há séculos como repelente.
  • Absinto "Powis Castle"
    É um híbrido entre a artemisia absinthium e a artemisia aborescens.
  • Alecrim Comum
    Espalhe em churrascos, sobre as brasas do carvão aceso, perfumando a carne e difundindo um agradável odor no ambiente.
  • Alecrim Rasteiro
    Pouca gente conhece a variedade de alecrim rasteiro que é cultivada como planta ornamental.
  • Alfazema
    Muito cultivada para a extração de seu óleo essencial, muito utilizado em perfumaria e produtos de higiene.
  • Alfazema 'allardi'
    Esta planta surge do cruzamento da alfazema dentata com a alfazema angustifolia.
  • Babosa / Aloé vera
    Também conhecida como Babosa, a Aloé Vera tem vindo a ser utilizada como planta medicinal desde as civilizações antigas.
  • Calêndula
    Também conhecida como "maravilha", é um excelente inseticida natural.
  • Camomila
    A palavra camomila tem origem no termo grego "chamaimelon" que significa "macieira rasteira.
  • Capuchinha
    A Capuchinha é uma planta comestível rica em vitamina C.
  • Cardo
    É utilizado como coagulante na produção de vários queijos.
  • Cardo Penteador
    As suas influrescências eram utilizadas para cardar a lã, daí o seu nome.
  • Cavalinha
    A cavalinha pertence à família Equisetaceae e carateriza-se por ser uma planta herbácea vivaz.

    É uma planta medicinal à qual são atribuídas propriedades terapêuticas e minerais essenciais para a saúde, além de atuar no combate a gripes e constipações e ter muitas vantagens para o organismo.


  • Cidreira
    Muito utilizada para garantir uma boa noite de sono.
  • Coentros
    São indispensáveis na culinária portuguesa.
  • Cravo Túnico
    A flor desta planta é comestível. Pode ser utilizada na confecção de variadas saladas e pratos.
  • Echinacea
    É capaz de aumentar a capacidade de resposta do sitema imunitário.
  • Echinacea angustifolia
    A echinacea age como um antibiótico natural. É muito utilizada na medicina tradicional nos dias de hoje.
  • Erva Príncipe
    Planta cuja popularidade em Portugal valeu estrelas de Ouro a duas marcas portuguesas no concurso internacional "Great Taste Awards".
  • Erva-do-caril
    O óleo da erva-do-caril é muito raro e precioso, sendo o anti-hematoma mais potente e conhecido na atualidade.
  • Estragão Francês
    Também conhecido como erva-dragão, é um tempero muito típico na culinária francesa.
  • Funcho
    Esta planta é espontânea nos Açores e na Madeira.
  • Hipericão-do-Gerês
    É talvez a única planta portuguesa com o nome de uma região.
  • Hissopo
    Planta com os mais variados usos medicinais.
  • Hortelã da ribeira
    Especialmente popular no Algarve, onde é utilizada como erva aromática para temperar as caldeiradas.
  • Hortelã Maçã
    Apresenta uma mistura de aromas similares aos da maçã e do ananás.
  • Hortelã mourisca
    De sabor forte e mentolado, exala um perfume intenso.
  • Hortelã-Ananás
    Com um leve aroma a ananás, é ótima para usar em saladas, saladas de fruta e refrescos.
  • Hortelã-Chocolate
    Aroma adocicado e refrescante, que parece mesmo o do popular chocolate "After Eight".
  • Hortelã-Pimenta
    Muito usada no fabrico de pastilhas elásticas e pastas dentífricas.
  • Hortelã-vulgar
    Um dos seus usos mais populares é enquanto planta medicinal.
  • Incenso
    A sua variedade mais cultivada é o Incenso-bastardo (Plectranthus forsteri marginatus), cujo nome advém da sua atraente folhagem verde com margens brancas.
  • Incenso bastardo
    Planta perene que liberta um agradável e intenso aroma.
  • Lavandin
    Possui uma das fragrâncias mais fortes entre as lavandulas.
  • Limonete / Lúcia-lima
    Das plantas mais procuradas para infusões em Portugal, valeu a uma marca portuguesa o prémio mais alto do maior e mais prestigiado concurso mundial de produtos alimentares.

  • Loureiro
    Símbolo de nobreza e de imortalidade, as extremidades do loureiro têm propriedades terapêuticas há muito reconhecidas.
  • Manjericão
    Utilizado na tradicional pizza Margherita e como ingrediente básico do pesto genovês.
  • Manjericão Roxo
    Usado na culinária dá um toque especial aos pratos pois as suas folhas possuem uma bela coloração.
  • Manjerona
    Apresenta sabores doces de citrino e de pinho.
  • Medronheiro
    Também  conhecido como "morango do outono".
  • Murta
    As suas folhas apresentam um cheiro semelhante ao das folhas de laranjeira.
  • Orégãos
    Rico em vitamina C e em óleos esenciais.
  • Perpétua Branca
    Ideal para atrair arranjos de flores secas e para atrair borboletas. Também pode ser utilizada no tratamento de constipações.
  • Perpétua Roxa
    As flores desta planta são consideradas um excelente expectorante.
  • Perpétua Vermelha
    Possui propriedades que atuam ao nível da garganta e da voz.
  • Perpétuas-das-areias
    É frequente encontrá-la em terrenos incultos, sítios secos/arenosos, soalheiros e na orla de estradas e caminhos.
  • Poejo
    Uma das espécies mais conhecidas do género Mentha. O seu óleo essencial é venenoso, sendo especialmente perigoso para grávidas.
  • Rosmaninho
    O mais apreciado produto desta planta é o mel, existem várias regiões de Portugal especialistas na produção de mel de rosmaninho.
  • Sabugueiro
    O Sabugueiro é uma planta medicinal muito utilizada para tratar gripes ou constipações.
  • Salva Ananás
    Apresenta caules peludos, flores de cor vermelha tubulares e um aroma singular a ananás.
  • Salvia
    A palavra sálvia deriva do latim salvere, que significa "estar de boa saúde".
  • Segurelha
    Combina na perfeição com todas as leguminosas na culinária.
  • Stevia
    A sua folha seca é 10 vezes mais doce que o açúcar de cana e muito mais saudável.
  • Tomilho bela luz
    Também conhecido como sal-puro ou sal-purinho, por ser muito usado na cozinha como substituto do sal.
  • Tomilho comum
    Usado como condimento e como erva medicinal, é cultivado há milhares de anos.
  • Tomilho laranja
    Planta com um agradável aroma cítrico, que faz lembrar o da laranja.
  • Tomilho limão
    Tem um delicioso aroma a limão.
  • Tomilho poêjo
    Possui folhas extremamente aromáticas e belas flores rosa e lilás.
  • Tomilho serpão
    Muito utilizado e conhecido nas regiões beirãs.
alecrim

Alecrim Comum

Rosmarinus officinalis

O alecrim comum é um arbusto comum na região do Mediterrâneo.

Arbusto muito ramificado, perene, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas, opostas e lanceoladas.

A parte inferior das folhas é de cor verde-acinzentado enquanto a superior é verde brilhante. As flores são de cor azul ou esbranquiçada. Floresce quase todo o ano e não necessita de cuidados especiais nos jardins.

Toda a planta exala um aroma forte e agradável.


<b>Alvéolo</b> - Altura da planta varia entre 9 a 12 cm Alvéolo - Altura da planta varia entre 9 a 12 cm
<b>Vaso 0.5L</b> - Altura da planta varia entre 7 a 15 cm Vaso 0.5L - Altura da planta varia entre 7 a 15 cm
<b>Vaso 0.8L</b> - Altura da planta varia entre 10 a 25 cm Vaso 0.8L - Altura da planta varia entre 10 a 25 cm
<b>Vaso 1.5L</b> - Altura da planta varia entre 15 a 35 cm Vaso 1.5L - Altura da planta varia entre 15 a 35 cm
Qtd
Quantidade Preco unitário *
Até 5000 0,23€
A partir de 5001 0,22€
Qtd
Quantidade Preco unitário *
Até 10 1,36€
11 a 50 1,27€
A partir de 51 1,10€
Qtd
Quantidade Preco unitário *
Até 10 1,86€
11 a 50 1,49€
A partir de 51 1,30€
Qtd
Quantidade Preco unitário *
Até 10 2,62€
11 a 50 2,10€
A partir de 51 1,90€
* Aos valores apresentados acresce o IVA (6%) à taxa legal em vigor.
Cultivo

Devido à sua atratividade estética e tolerância à seca, é utilizado em arquitetura paisagista, especialmente em áreas com clima mediterrânico. É considerada fácil de cultivar para jardineiros principiantes, não é facilmente afetada por pragas.

O alecrim pode ser podado em diferentes formas. Quando cultivado em vasos, deverá ser mantido de preferência aparado, de forma a evitar o crescimento excessivo e a perda de folhas nos seus ramos interiores e inferiores, o que poderá torná-lo um arbusto sem forma e rebelde. Apesar disso, quando cultivado em jardim, o alecrim pode crescer até um tamanho considerável e continuar uma planta atraente.

Deve ser plantado preferencialmente na primavera ou no verão, sendo o ideal por meio de mudas, mas pode ser plantado através de sementes, neste caso a planta demora bastante tempo para se desenvolver. Deve irrigar-se a planta levemente apenas quando o solo estiver seco a mais de 2 cm de profundidade.

A multiplicação do alecrim pode ser feita através de estacas, provindas da planta mãe, sementes e mergulhia.

História

O alecrim é originário da região Mediterrânica, da Europa Central. 

Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.

É usado na culinária há mais de 2500 anos.

Utilização

O alecrim comum é uma planta utilizada com fins culinários, medicinais e religiosos, e a sua essência também é utilizada em perfumaria, como por exemplo, na produção da água-de-colónia, pois contém tanino, óleo essencial, pineno, cânfora e outros princípios ativos que lhe conferem propriedades excitantes, tónicas e estimulantes.

Para fins culinários, é utilizado fresco (preferencialmente) ou seco. É apreciado na preparação de aves, caça, carne de porco, salsichas, linguiças e batatas assadas. Na Itália é utilizado em assados de carneiro, cabrito e vitela.

Em churrascos, recomenda-se espalhar um bom punhado sobre as brasas do carvão aceso, perfumando a carne e difundindo um agradável odor no ambiente. Pode ser utilizado ainda em sopas e molhos.

O alecrim possui também propriedades antisséticas, podendo ser encontrado nos ramos das indústrias alimentar e cosmética, no controlo e preservação de produtos, como conservante, constituinte de fórmulas.

Esta planta pode ainda ser utilizada como repelente da borboleta branca do repolho, do besouro do feijão e da mosca da cenoura.

A sua flor é muito apreciada pelas abelhas produzindo assim um mel de extrema qualidade.

Fontes Documentos




alecrim rasteiro

Alecrim Rasteiro

Pouca gente conhece a variedade de alecrim rasteiro que é cultivada como planta ornamental.